Participante 2021

Cônsul-Geral do Brasil no Porto Dulce Barros de Almeida

By janeiro 29, 2021 fevereiro 12th, 2021 No Comments

Maria Dulce Silva Barros (Teresina, Piauí, 1º de maio de 1954) é uma diplomata brasileira. Foi embaixadora do Brasil na Costa Rica e Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras e de Assuntos Consulares e Jurídicos do Ministério de Relações Exteriores. Atualmente, é cônsul-geral do Brasil no Porto.

Ingressou na carreira diplomática em 1974, no cargo de Terceira Secretária, após ter concluído o Curso de Preparação à Carreira de Diplomata do Instituto Rio Branco.

Foi inicialmente lotada na Divisão de Patrimônio. A partir de 1975, passou a trabalhar na Divisão de Organismos Internacionais Especializados, tendo exercido a função de assistente e chefe substituta por cinco anos. No ano de 1978, havia sido promovida a segunda secretária. Em seguida, trabalhou, de 1985 a 1988, na Divisão de Operações de Promoção Comercial. Sua promoção para o cargo de primeira secretária ocorreu em 1982.

Em 1985, mudou-se para Washington, com vistas a integrar a Missão do Brasil junto à Organização dos Estados Americanos. Em seu regresso ao Brasil, no ano de 1988, passou a atuar como subchefe da Divisão da Organização dos Estados Americanos e, a partir de 1990, como chefe. Em 1989, ano de sua promoção a conselheira, chefiou a delegação da XXXIII Sessão Ordinária da Comissão das Nações Unidas sobre Entorpecentes, em Viena.

Em 1993, chefiou a Divisão da África II e, no mesmo ano, foi removida para La Paz, onde exerceu a função de conselheira na Embaixada do Brasil junto à Bolívia. Ao retornar a Brasília, no ano de 1996, ocupou o cargo de vice-diretora do Instituto Rio Branco. Em 1997, deu-se sua promoção a ministra de Segunda Classe. Em seguida, assumiu a função de ministra-conselheira na Embaixada do Brasil na Haia. No ano de 2003, mudou-se para Buenos Aires, onde trabalhou como ministra-conselheira da Embaixada do Brasil junto à República da Argentina.

Em 2007, foi designada Embaixadora em Praia, cargo que ocupou até 2001, quando assumiu a chefia da Embaixada do Brasil em São José da Costa Rica. Deu-se também em 2007 sua promoção ao cargo de ministra de Primeira Classe, o mais elevado grau na hierarquia da carreira diplomática brasileira. Assumiu, em 2016, o Consulado do Brasil em Lisboa. Em 2018, foi convidada pelo ministro de Estado a assumir a Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras e de Assuntos Consulares e Jurídicos do Ministério de Relações Exteriores, função que ocupou até o início de 2019

 

Deixe seu comentário