PALESTRANTES

Dr. Armindo Brito Fernandes

Director-geral da CPLP - Embaixador Armindo Fernandes

É  diplomata são-tomense, tem 58 anos, é licenciado em Direito e Director-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP, assumindo o cargo em Fevereiro próximo para um mandato de três anos, anunciou a embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal.

A embaixada são-tomense que primazia o perfil do futuro Director-geral da CPLP, no seu comunicado “Louva-se, nessa conquista, o mérito do candidato nacional e, também, o papel do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades de São Tomé e Príncipe e o da Embaixada acreditada em Lisboa”, lê-se.

Fevereiro 2020 – Diretor Geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP);
2013-2019 – Embaixador do Quadro de Carreira Diplomática do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades e Coordenador do Gabinete de Apoio ao Ordenador Nacional do Fundo Europeu do Desenvolvimento de São Tomé e Príncipe e Gestor Orçamental;
2011-2012 – Coordenador do Gabinete Jurídico e de Tratados do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades;
2010-2011 – Secretário-geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades;
2009-2010 – Diretor dos Assuntos Políticos e Económicos Internacionais do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades;
2004-2009 – Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário de São Tomé e Príncipe em Angola;
1998-2003 – 1º Secretário e Encarregado de Negócios da Embaixada de São Tomé e Príncipe no Reino da Bélgica e Chefe da Missão Diplomática de São Tomé e Príncipe junto à União Europeia e aos organismos do Sistema das Nações Unidas na Europa;
1997-1998 – Coordenador da Unidade de Execução Nacional de Projetos (UNEX);
1995-1997 – Diretor de Gabinete do Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação;
1991-1993 – Coordenador do Gabinete Técnico da Secretaria de Estado da Cooperação e Desenvolvimento e Assistente do Ordenador Nacional do FED;
1989-1991 – Técnico de Formação Superior na Direção da Cooperação Bilateral do Ministério da Cooperação

Licenciada em Psicologia e Mestre em Psicoterapia e Psicologia da Saúde pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa; desde 2009 Coordenadora do Núcleo de Prevenção da Violência Doméstica e Violência de Género – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género; Implementação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas de prevenção e combate à violência doméstica e de género; Monitorização, acompanhamento e supervisão técnica da Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica: Casas de Abrigo, Estruturas de Atendimento e Respostas de Acolhimento de Emergência; Formadora, coordenadora pedagógica e produtora de conteúdos nas áreas da violência doméstica, violência de género, Igualdade de Género e Não discriminação; Coordenadora de projetos nacionais e transnacionais nas áreas da violência doméstica, violência de género, Igualdade de Género e não discriminação; Representante do estado português no Comité das Partes à Convenção do Conselho da Europa para a Prevenção e o Combate à Violência contra as Mulheres e a Violência Doméstica (Convenção de Istambul); Representante nacional, enquanto perita, em organizações internacionais (Conselho da Europa, Comissão Europeia, Organização Mundial de Saúde, Instituto Europeu para a Igualdade de Género, etc.) na área da violência doméstica e da violência de género; Representante da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na Comissão Técnica Multidisciplinar, criada pelo Governo pela Resolução de Conselho de Ministros nº 52/2019, de 28/2/2019; representante da área da Cidadania e a Igualdade de Género na Equipa de Análise Retrospetiva de Homicídios em Violência Doméstica.

Irene Ciccarino

Irene Ciccarino é doutorada em gestão pela Pontifícia
 Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Vencedora do prémio de melhor artigo nas conferências EMES em 2021 e da GBATA em 2022 com resultados da sua tese sobre criação de valor social. Atualmente é professora no Instituto Politécnico de Leiria e representante de Portugal e Espanha do PM4NGO, uma organização global para apoio e desenvolvimento de profissionais de gestão de projetos sustentáveis. Foi professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e consultora em gestão há mais de 20 anos. Trabalhou nas ONGs brasileiras CUFA e Viva Rio